in

Corra melhor usando o seu GPS interior

Libere seu pulso – e sua mente! Você pode descobrir que corre mais rápido quando é guiado apenas pelas sensações

Não existe dúvida que a corrida foi revolucionada com os smartphones e relógios com GPS, permitindo acompanhar ritmo e distância em tempo real. Mas por outro lado, acabamos deixando de treinar baseado nas sensações para treinar baseado nos números.

Podemos perder um recorde pessoal quando estamos nos sentindo muito bem só porque você deixou o seu GPS ditar o seu ritmo e acabou segurando a onda sem necessidade. Observar o GPS obsessivamente pode deixar você estressado. É melhor ligar o seu “GPS interior” em primeiro lugar. “Quando você corre baseado em suas sensações, você vai encontrar a sua velocidade ideal para aquele treino”, é o que afirma Jenny Hadfield, uma treinadora de corrida de Chicago.

Sinta a sua velocidade

“Sua respiração é a maneira mais fácil de ficar em sintonia com o que está acontecendo com o se corpo”, diz o treinador Budd Coates, autor do livro Running on Air.

Preste atenção aos padrões de inspiração / expiração. Quando você fica atento à sua percepção de esforço durante os treinos, você pode usar isso para te orientar durante uma corrida.

Considere a seguinte escala de nível de esforço: confortável (você é capaz de conversar tranquilamente), moderado (consegue falar um pouco por vez) e pesado (não é capaz de falar nada). Você pode correr uma prova de 5km com um nível de esforço de moderado a pesado, enquanto em uma maratona o ideal é que você faça pelo menos os primeiros 25km em uma zona de esforço de confortável a moderado.

Calibrando seu GPS

Para começar, que tal fazer pelo menos uma corrida por semana sem o seu relógio GPS? Se for uma corrida longa ou um treino de recuperação, vai ser mais fácil você correr em um ritmo moderado.

Uma vez por mês, pratique treinos com mudança de ritmo e esforço: comece com um aquecimento de 10 minutos em ritmo tranquilo, em seguida faça 5 repetições com 3 minutos em ritmo moderado + 1 minuto em ritmo pesado + 2 minutos em ritmo fácil. Termine a sua corrida com um desaquecimento de 10 minutos.

Para dar aquela calibrada no seu GPS interior, experimente participar de uma prova de 5 ou 10km sem o seu relógio ou smartphone para ajustar o seu nível de esforço, desta vez com o adicional da adrenalina e competitividade proporcionados pela prova.

Dê uma espiadinha

Se você ficar ansioso demais sem conferir as informações do GPS o tempo todo, experimente consultar apenas o relógio normal e olhe para ele apenas ocasionalmente – no meio do caminho de uma prova de 5km ou a cada 5km em uma maratona, por exemplo. Compare como você está se sentindo com o quão rápido você está indo.

Os marcadores de ritmo da prova também podem te ajudar nesta missão de correr sem usar o GPS. Acompanhe o ritmo do pacer que for mais confortável para você. Você vai ter noção do seu ritmo, porém sem a obsessão de conferir seu GPS a cada minuto.

Ou simplesmente ligue o seu GPS mas controle a vontade de olhar pra ele o tempo todo. A grande questão aqui não é abandonar o GPS, mas não ser escravo das informações que ele te dá.

Você também pode publicar seu conteúdo em nosso site! Comece agora!

O que você achou?

Como eu me sinto quando eu quebro um recorde pessoal

Os 6 melhores exercícios para novos corredores